terça-feira, 11 de julho de 2017

Tristeza e Recomeço


Quando não conhecemos realmente nossos limites nos perdemos em agonia e frustração. O mundo pesa, as emoções cansam, parece que você está caminhando encharcado mesmo debaixo do sol.
As forças se vão, e vem a irritabilidade, a exaustão, a impaciência, a intolerância,  a arrogância, a inflexibilidade, a vontade de fugir, o medo de continuar.
E você vai sendo petrificado, tornando-se o mito de Atlas, carregando o mundo nas costas aprisionado pelas pesadas correntes do medo e da insegurança em todas as suas dimensões.
A vida vai perdendo o sabor, e tudo se torna insosso, incolor e inodoro. O calor dos raios de sol se tornam raros, e entra-se num vício às avessas, pois em vez de necessitar cada vez mais do calor e do animo, você vai perdendo cada vez mais o brilho e a energia vital de acordar e viver mais um dia.

Mas chegar tão fundo no posso da solidão e do desespero, faz você pedir ajuda, pode até ser difícil, mas vale muito a pena. E dos lugares que nem imaginamos vem a luz para nos fazer recomeçar e lutar contra o desanimo e os conflitos que nos afligem.

Reerguer-se é um grande desafio, que nos torna melhores como humanos e seres vivos. É como o fogo que purifica o aço.

Desmontar velhas crenças limitadoras, remodelar o filme da memória, reconstruir o Eu, mais consciente de si mesmo, confiando em seu incrível potencial, que é natural a todos.

Não é um passe de mágica, cada dia é uma batalha a ser vencida, e tomando um passo de cada vez, se constrói um novo caminho a seguir, melhor do que todos os outros.

Reconquistar a Liberdade emocional e intelectual alivia o corpo, a mente e o espírito. Renova as forças para viver mais feliz e ser uma pessoa melhor...

E assim se recomeça a história...